[Livro] O Vale dos Mortos

Quem me conhece sabe que eu sou uma pessoa que não tem uma estrutura definida para ler livros … não me entenda mal … AMO ler, e sempre que posso estimulo muito as pessoas a esse ato maravilhoso, mas o meu problema é que tem livros que eu gasto meses lendo, com direito a grandes paradas, o que me obriga as vezes a voltar alguns capítulos para saber “Quem é mesmo fulano ?” ou “o que ele tinha feito mesmo ?”.

Bom, a coisa de 6 meses atras ganhei em uma promoção um e-book chamado “Evelador 16” do autor Brasileiro Rodrigo de Oliveira, já simpatizei de cara com ele por sermos oriundos da mesma área (Tecnologia da Informação, ou T.I.) e pela historia se tratar de zumbis, um assunto que muito me agrada. O livro é pequeno, deve ter em torno de umas 50 paginas, talvez menos. De fácil leitura, o estilo de Rodrigo me cativou em sua historia contando algumas horas agoniantes dentro de um elevador após um evento apocalíptico (não vou dar mais detalhes, porque mesmo pequeno vale a leitura). Lembro que na mesma hora comprei a versão digital do seu primeiro livro – O Vale dos Mortos – mas como disse anteriormente, minha falta de estrutura deixou o livro para depois.

Recentemente, naquele momento muito delicado entre o termino de um livro e a escolha do próximo, decidi dar uma chance para O Vale dos Mortos .

E antes de falar qualquer coisa sobre o livro, esse cidadão que esta aqui digitando, esse que não tem estrutura literária, esse “lerdo” … devorou esse livro em 3 DIAS … 371 páginas devoradas em 3 dias … Rodrigo de Oliveira …. Obrigado…

Além de ler, resolvi vir aqui e escrever um pouco sobre essa obra, porque vale a pena.

No ano de 2018, sofremos uma ameaça de colisão de um planeta que foi chamado pelos cientistas de Absinto, a população mundial entra em CAOS com a possibilidade de termino da humanidade assim como foi com os dinossauros, mas após alguns estudos, conclui-se que Absinto passara bem perto da terra, mas não se chocará (antes tivesse acontecido isso).

O livro se concentra em Ivan e Estela, um casal que trabalha com TI (referencias ?) moradores da cidade de São José dos Campos em SP, que se preparam para curtir um final de semana junto com seus filhos. Um tipico programa de família, passeios, compras e shopping. Quando estão no shopping se preparando para almoçar, varias pessoas começam a cair do nada, e acordar algum tempo depois com aquela aparência medonha que todos nós costumamos conhecer de series e outros filmes de TV. Leva algum tempo mas alguém diz “são zumbis”.

Durante o resto do livro, acompanhamos Ivan e Estela lutando com seus filhos e outros sobreviventes nesse mundo louco que acabou de ser jogado no colo deles. Varias tentativas para formarem uma grande comunidade, após já aceitarem ( ou “engolirem”) o novo mundo.

Com um texto bem direto e com muitos diálogos, O vale dos mortos te prende a cada pagina, com agonia, com empatia, com raiva, com felicidade, alivio e vários outros sentimentos. Em uma parte dos livro, é explicado o que aconteceu com alguns lideres mundias (inclusive a presidente Dilma) de uma maneira natural e ao mesmo tempo medonha. As vezes uma parte de você pode se questionar como é capaz de uma pessoa fazer o que ela faz. Mas a todo momento Rodrigo de Oliveira te lembra que no apocalipse somos capazes de qualquer coisa para sobreviver.

Muitas passagens do livro são em lugares reais de SP, nunca pisei em São Jose dos Campos, mas pelo que eu li em algumas analises, as descrições dos locais são bem fieis, o que torna o livro muito mais rico em suas passagens e o autor consegue passar muito bem a estrutura dos lugares sem precisar se alongar muito em detalhes.

Tentei ao máximo não dar spoilers, mas pra quem gosta de livros de terror, Zumbis e curte obras passadas em território nacional, O vale dos Mortos é o seu livro. Já comecei a ler o segundo e já estou quase na metade … hahahaha …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *